jump to navigation

TELL ME YOU LOVE ME (Série) sexta-feira 14 setembro, 2007

Posted by Dude in Séries.
trackback

Ep. Piloto (inédito no Brasil)

Sinopse: Drama sobre relacionamentos que mostra as vidas de três casais enfrentando problemas de intimidade. Jamie e Hugo estão noivos e tem dúvidas sobre a fidelidade, Carolyn e Palek tentam ter um bebê, enquanto Katie e David são pais que não encontram tempo para fazer sexo. Os três casais fazem terapia com a psicóloga, Dra. May Foster, uma mulher experiente que parece ter absoluto controle sobre o assunto.

Tell Me You Love Me

Abordar um assunto que nunca deixa de ser tabu na sociedade e refletir sobre situações vivenciadas por vários casais no dia a dia dos relacionamentos, é tarefa espinhosa já que o risco de cair nos clichês mais óbvios é grande, mas Tell Me You Love Me – nova aposta da HBO – traz um enfoque bastante adulto e sério à questão. Não é uma série de temática fácil ou mesmo atraente para a maioria, mas o enfoque individualizado dado às variações do mesmo tema para cada um dos três casais traduz um interessante retrato sobre a intimidade no relacionamento.

O piloto cumpre o papel de nos apresentar os casais, mas falha em desenvolvê-los de forma mais apurada, e um bom exemplo disso está na figura de Kate, a esposa que busca na terapia entender os motivos de seu marido não procurá-la mais para o sexo, mesmo ignorando as razões que a distanciaram de uma intimidade maior depois de anos de casamento. Outro ponto que certamente vai incomodar os mais puritanos, é o excesso de cenas de sexo explícito. Não sei se por explorar a intimidade como força motriz da trama, a intenção de usar tal artifício é dar à série uma dimensão mais próxima da realidade, mas admito que fiquei muito surpreso com a ousadia de algumas cenas, que mesmo falsas (graças à trucagem e ângulos de câmera) impressionam e causam impacto.

O elenco é bastante coeso e tem atuações equilibradas dentro do universo de cada personagem, mas duas atrizes me chamaram mais atenção. Uma delas é Sonya Walger, mais conhecida como a Penny Widmore de Lost, e a outra é a veterana Jane Alexander. Walger faz Carolyn, cuja frustração por não conseguir engravidar afeta o relacionamento com o inseguro Palek com quem divide uma polêmica cena de sexo. Jane Alexander por sua vez, faz a experiente terapeuta que ajudará os casais na busca pelo equilíbrio perfeito que ela parece já ter encontrado na relação de muitos anos com o marido.

Minha opinião final? Tell Me You Love Me, está longe de ser sensacional mas é inegavelmente um drama corajoso e interessante.

Por Davi Garcia

Anúncios

Comentários»

1. Michel - sexta-feira 14 setembro, 2007

Realmente as cenas de sexo são bem fortes ate mesmo para o nivel da HBO!! Vamos ver se nos proximos epis as coisas melhoram!!

http://www.pilotobrasil.blogspot.com

2. Nelly Dias - quinta-feira 5 junho, 2008

Ontem vi umas chamadas de “Diz que Me Ama”, uma série nova que vais estrear na HBO e fiquei realmente curiosa. A série fala do casamento em diferentes fases da vida, problemas do dia-a-dia e também no sexo. Sé é da HBO deve ser bem realista. Sei que estréia dia 8, domingo. Mas não lembro a hora. Alguém sabe?

3. Igor Martins - sexta-feira 6 junho, 2008

Eu assisti um trecho e achei MUITO INTERESSANTE, boa para apimentar relacionamentos.

4. Nelly Dias - quinta-feira 12 junho, 2008

Domingo tava vendo a série “Diz que Me Ama” e fiquei pensando…A gente sempre acha que filhos unem os casais. Não sei, não. Acho que isso é mito. Às vezes separam. Tem horas que tou tão cansada que não tenho a menor vontade de me cuidar. Depilar!!!!!!! Nem pensar. É péssimo: me sinto gorda, nada atraente e, mesmo apaixonada pelo meu marido, sexo é a última coisa que me passa pela cabeça. Me identifiquei tanto com uma das personagens femininas! Queria que meu marido tivesse visto. Quem sabe entenderia melhor o que acontece.

5. Igor Martins - quinta-feira 12 junho, 2008

Domingo eu vi “Diz que Me Ama”, uma nova série da HBO. Caramba… tem uma pegada forte de sexo. Mas é bem legal. Deu para sacar como a gente nunca entende os “toques” que as mulheres dão. Parece que os gente não se liga nisso mesmo. Mas é uma boa ver. Dá para pensar um pouco porque a vida a dois é tão complicada.

6. Igor Martins - segunda-feira 16 junho, 2008

Mais uma vez, “Diz que Me Ama” chamou minha atenção. A série mostra bem como é o trabalho e a relação de um terapeuta com seus pacientes. Como temos que ter neutralidade para ajudar as pessoas a resolver seus problemas. O terapeuta tem que ter uma mente aberta, sem preconceitos e mesmo um certo distanciamento para conseguir tomar decisões não-emocionais.
Os personagens desta série são muito ricos do ponto de vista humano, do ponto de vista dos conflitos e vulnerabilidades das pessoas. Muita gente acha que o amor é um ato egoísta em que só um sai ganhando e que, quando tentamos agradar nossos parceiros ou parceiras, o fazemos porque isso nos traz alguma satisfação.
A filósofa Ayn Rand enfatiza o conceito de individualismo segundo o qual cada indivíduo tem o direito de existir por si só, sem ter que sacrificar-se pelos outros e nem sacrificar outros por sua causa. Na série há personagens assim, enquanto outros lutam de fato para manter a harmonia da família.
A série também aborda as semelhanças e diferenças entre homens e mulheres no plano da sexualidade ao expor a intimidade de casais e como essa relação muda ao longo dos anos. É muito interessante, comovente e tem um forte apelo sexual.
A série mostra a vida a dois com muita realidade, fazendo-nos entender que não estamos sós e nossos problemas são mais comuns do que pensamos. Eu recomendo. Não vou perder o próximo episódio no domingo.

7. nelly Dias - segunda-feira 16 junho, 2008

Confesso que ficar obcecada com essa coisa de ter filho balançou um pouco o que sinto pelo meu marido. Sabe como é: romantismo, atração…hum, que nada. A coisa ficou mais na base do cumprir tabela. É complicado, mas não tem paixão nem amor que sobreviva a frustrações e falta de interesse. Aliás, o último episódio que vi desta série “Diz que Me Ama”, que passa na HBO, fala exatamente disso. Me vi naquela personagem. Passei pelas mesmas situações: tratamentos, inseminações artificiais, médicos…Sei direitinho o que é isso! Acho que a gente se sente pela metade quando não consegue ser mãe. É como se a gente falhasse, entende?! Tou louca para ver o próximo episódio para saber o que vai acontecer com esse casal.

8. nelly Dias - segunda-feira 30 junho, 2008

Às vezes, até mesmo os filhos criam situações complicadas para os casais. O último episódio mostra bem a pressão sobre Dave e Katie, já que a vida sexual deles é zero. E conforme se aproxima o aniversário de casamento, mais ainda essa situação incomoda. Será que Katie algum dia vai se animar e usar a lingirie sexy que ganhou do Dave, ou melhor de sua filha Isabella?!

A Jamie então, tá mais atrapalhada do que nunca. Ela claramente não superou a situação e agora tá sozinha no apartamento que ia dividir com o namorado. Tá tão confusa que não se liga no Marcus, que provavelmente vai substituir o Hugo. Onde será que isso vai dar?!

E a May? Sempre teve todas as respostas e agora tá cheia de dúvidas e inseguranças. Quem diria! Ela é meio atormentada. Agora começaram a aparecer algunas coisas da vida dela. Não vejo a hora de saber o que vai acontecer. E esse tal de John? Quem é esse cara? Por que ele deixa Arthur e May tão tensos? Bom..só vendo, né, para saber.

9. Nelly Dias - quarta-feira 2 julho, 2008

Nossa, gostei tanto deste episódio. Os personagens estão se revelando. Carolyn contou pro Palek que fez um aborto quando era jovem. A impressão que dá é que ela sente como se o mundo conspirasse para que ela nunca tenha um filho. Acho que, no fundo, ela se sente culpada pela decisão que tomou e se por isso resolveu reencontrar seu namorado daquela época.

Até que enfim o Dave tomou uma atitude e topou ir a uma sessão com a May. Quem sabe agora ele não começa a encarar os problemas de frente e acaba com esse bloqueio que existe entre eles.

Aliás, parece que todo mundo resolveu fazer alguma coisa. Outra que foi a uma sessão com a May foi a Jamie. Ainda bem, né?! Essa garota é complicada. Ela não sabe lidar com os problemas a não ser através do sexo. Ela não pensou duas vezes antes de ficar com o cara do restaurante. Chega a surpreender ela resistir às investidas do Nick, que aliás acabou de terminar com uma colega de trabalho. Será que o Nick vai continuar na série?


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: