jump to navigation

SÉRIES: Notas e Comentários da semana domingo 30 setembro, 2007

Posted by Dude in Big Bang Theory, Bionic Woman, Cane, Chuck, Gossip Girl, Grey's Anatomy, Heroes, House, Journeyman, K-Ville, Prison Break, Private Practice, Séries, The Office.
trackback

Com a estréia da temporada de séries nos EUA é praticamente impossível fazer comentários individuais sobre todas que tentarei acompanhar, portanto a partir deste domingo farei um post com notas e comentários curtos sobre tudo o que vi durante a semana.

Atenção! Todas as séries abaixo são inéditas no Brasil

Chuck Ep. Piloto

Sinopse:Chuck Bartowski vive uma vida normal até o dia em que acidentalmente ‘baixa’ arquivos secretos do governo em seu cérebro. Agora ele terá que dividir sua vida entre o trabalho como vendedor de uma loja e o de agente da CIA.

O que achei: Ao rever o piloto da série, a conclusão mais óbvia é de que apesar de ter uma trama bastante inverossímil e até mesmo boba, a série consegue divertir remetendo-nos àquele clima gostoso dos áureos tempos da saudosa Alias. Não sei se a série se sustenta, mas se a história conseguir fugir de tramas óbvias as chances são boas. Ah, e o 2º episódio trará uma ligação com Lost… quer atração maior que essa?

The Big Bang Theory Ep. Piloto

Sinopse: Uma jovem esperta e descolada mostra a dois nerds o quão pouco eles sabem da vida.

O que achei: Outra série que eu já havia visto antes da estréia e que resolvi rever esta semana. Não traz absolutamente nada de novo para o gênero cômico, mas a dupla de nerds e a simpática lorinha Penny usam e abusam de textos simples mas engraçados, transformando a série em uma boa surpresa. Se ainda não viu, dê uma chance.

Heroes Ep. 2×01 – Four Months Later

Sinopse: Quatro meses depois dos eventos que culminaram no confronto entre Sylar e Peter, novos Heróis surgem. Hiro permanece no passado, e surpreende-se ao encontrar o mítico Takeso Kensei. No presente um rosto conhecido se despede e alguém que pensávamos estar morto ressurge. Claire em nova escola e mesmo tentando permanecer discreta acaba chamando a atenção de um estudante local. Outros heróis são apresentados.

O que achei: Falta ritmo ao episódio de estréia da 2ª temporada e o roteiro comete erros que já comprometeram a história da 1ª. Fica óbvio que falta muita coisa para preparar o terreno do arco que conduzirá a trama da temporada. Onde está o grande novo vilão? O segmento envolvendo Hiro no passado encontrando Kensei parece-me por enquanto o maior atrativo da trama. Será que o 2º episódio esquenta as coisas de vez?

K-Ville Ep. 1×02 – Cobb’s Web

Sinopse: Boulet e Cobb tem que recapturar fugitivos da penitenciária de Nova Orleans, mas a caçada logo revela que há uma conspiração por trás da fuga.

O que achei: Já neste 2º episódio a série infelizmente perde ritmo e deixa de lado o drama dos habitantes de Nova Orleans apostando em uma trama conspiratória sem graça que coloca a dupla de policiais em um jogo de gato e rato sem apelo. Tomara que apresentem algo melhor no 3º ou então o risco de fracasso começará a ficar mais eminente.

Journeyman Ep. Piloto

Sinopse: A vida de Dan Vassar muda quando ele começa a ser puxado de volta ao passado sem entender como ou porque.

O que achei: Exageros à parte eu gostei do piloto da série. Óbvio dizer que o tema não é nada inédito, mas confesso que sempre me seduz. Só uma coisa me incomodou nas constantes idas e vindas do personagem. Nenhum conhecido com quem ele encontra no passado estranha sua aparência envelhecida, nem que isso signifique 10 anos a mais para ele.

Prison Break Ep. 3×02 – Fire/Water

Sinopse: Michael e Mahone tentam atrair o misterioso Whistler para fora de seu esconderijo. T-Bag ganha um pouco mais de status na hierarquia da prisão quando o suprimento de água diminui. Lincoln encontra um rosto familiar e outro nem tanto durante sua jornada para libertar Michael.

O que achei: Certamente menos movimentado que a estréia da temporada, mas só o fato de já terem apresentado o tal Whistler já me deixa animado para a continuidade da trama. Estou cada vez mais curioso para saber qual será o plano de Scolfield para fugir de Sona. Ponto negativo do episódio? Bellick tendo seu suplício aliviado. Ele merecia mais uma humilhaçãozinha, não?

House Ep. 4×01 – Alone

Sinopse: Com seu time de diagnósticos totalmente desfeito, House tenta diagnosticar o estranho quadro clínico de uma jovem mulher que sobreviveu ao desabamento de um prédio. Com a situação ficando cada vez pior, Cuddy coloca pressão em House para que ele contrate um novo time, mas em vez disso ele tenta um diagnóstico diferente com a ajuda do zelador do hospital.

O que achei: Que o Hugh Laurie é fantástico muita gente já sabe, mas esse episódio prova que mesmo sem sua equipe de diagnósticos ele carrega a série sozinho com extrema facilidade. E como duvidar que o processo de seleção que se iniciará trará episódios ainda mais divertidos e repletos de casos bizarros? Aliás será que é pedir muito voltar a ver uma história envolvendo novatos como o do premiado episódio 1×21 “Three stories” ?

Cane Ep. Piloto

Sinopse: Pancho Duque construiu um império baseado no açúcar e no rum graças ao trabalho duro desde que chegou aos EUA vindo de Cuba. Contudo, agora doente e já velho, Pancho tem que passar o comando do negócio da família para um de seus filhos, o que causa ciúmes e rivalidade entre o clã.

O que achei: O tema certamente é pouco atraente para a maioria, mas a série é boa demais acreditem. Há todo um climão de filmes de máfia e o brilhante time de atores certamente ajuda a garantir um peso ainda maior à história sobre a eterna disputa de poder em famílias poderosas e cheias da grana, isso sem falar na idéia de ver latinos se dando bem na América, claro. Estréia em novembro aqui no Brasil, mas eu resolvi acompanhar desde já.

Bionic Woman Ep. Piloto

Sinopse: Jaime Sommers é uma jovem que trabalha para cuidar de sua irmã mais nova e tenta dar seqüência a um relacionamento amoroso recente. Sua vida vira do avesso depois de sofrer um terrível acidente e carro que a deixa com graves ferimentos. Sua única chance de sobreviver? Receber implantes biônicos de um projeto secreto do governo para o qual seu namorado trabalha e que lhe dará incríveis habilidades que lhe cobrarão um alto preço a ser pago.

O que achei: Tem tudo para ser a nova Heroes da temporada em termos de hype, mas só se mudanças drásticas forem feitas na estrutura da série que em certos momentos fica pretenciosa demais e sem rumo. Uma coisa é certa. A protagonista da série vai precisar de mais do que partes biônicas e um belo par de olhos claros para conquistar minha atenção nos próximos episódios.

Gossip Girl Ep. 1×02 – The Wild Brunch

Sinopse: Não há nada que a Gossip Girl goste mais do que uma boa briga de mulheres. No calor da confusão causada na festa do beijo, Blair diz a Serena que sabe que ela dormiu com seu namorado Nate antes de desaparecer misteriosamente. Sem abalar-se Serena decide levar Dan ao brunch oferecido pelo rival Chuck e Jenny busca conselhos de Blair que percebe que pode usá-la ao permitir que ela faça parte do seu ‘clubinho’.

O que achei: O 2º episódio revela que a série realmente não tem nada que já não tenhamos visto em filmes em que jovens ricos vivem na ilusão aparente do bem estar escondendo seus piores pecados e recriminando outros, mas o texto ágil aliado à narrativa cativante de Kristin Bell faz da série um retrato divertido sobre a podridão da elite nova iorquina. Pena que passe na CW e a queda de audiência já jogue uma sombra de incerteza sobre seu futuro.

private practice Ep. 1×01 – In Which We Meet Addison, A Nice Girl From Somewhere Else

Sinopse: Addison aceita a oferta de trabalho recebida em Los Angeles e se demite do Seattle Grace. No novo trabalho dela vemos um pai frustrado de uma garota de 15 anos grávida que acaba de entrar em trabalho de parto; Uma mulher chamada Leslie acompanhando o trabalho dos médicos na tentativa de reviver o homem com que estava prestes a noivar, e uma mulher chamada Maria que tenta impedir a amante de seu falecido marido de tirar dinheiro dele.

O que achei: Fato. A Shonda Rimes que escreve Grey’s Anatomy não pode ser a mesma que escreve este spin-off. Private tem um texto desinteressante, personagens nada carismáticos e tramas que em nada lembram o nível de dramaticidade ou graça das do Seatle Grace. Darei uma última chance à série esta semana. É tudo ou nada.

grey's anatomy Ep. 4×01 – A Change is gonna Come

Sinopse: Entrando em seu 1º ano como residentes, Meredit, Cristina, Izzie e Alex tem seus próprios times de internos para liderar. Dentre eles está George, forçado a repetir o internato depois de falhar nos testes e Lexie Grey, meio irmã de Meredith. Um grande acidente de carro rapidamente coloca todos os novatos para trabalhar e vemos Cristina procurando Burke, Richard reassumindo a posição de cirurgião chefe, Derek e Meredith encarando mais um impasse no relacionamento e Bailey lidando com a decepção de não ver as coisas acontecendo no hospital do jeito que ela gostaria.

O que achei: Muito bom o retorno dos médicos do Seattle Grace. Tivemos Izzie insegura em sua nova posição, Cristina dando uma de durona depois do sumiço de Burke, Bailey fazendo tortura psicológica com o chief, Derek e Meredith bagunçando mais a relação e a chegada de Lexie, prometendo agitar ainda mais o ambiente. Achei bastante interessante colocarem cada um dos 4 residentes reproduzindo o que Bailey havia feito com eles a 3 anos atrás e para não dizer que não há falha nesse retorno digo que a insistência em apostar no triângulo Izzie, George e Torres dá sono.

theoffice Ep. 4×01 – Fun Run

Sinopse: No episódio especial de estréia da 4ª temporada, um bizarro acidente envolvendo Michael e Meredith, o faz acreditar que o escritório esteja amaldiçoado e ele começa a questionar as crenças religiosas de seus empregados. Os relacionamentos do escritório também são explorados, com a revelação do romance entre Pam e Jim e o abalo do romance entre Dwight e Angela depois que a gata de estimação da loira morre.

O que achei: Sensacional. A turma da Dunder Mifflin voltou com todo o gás. Morri de rir com Michael creditando à uma maldição os acontecimentos que ele mesmo provoca. Aliás impossível não rir na sequência em que ele visita Meredith no hospital e exige que ela o perdoe na frente de todos por tê-la atropelado. Outro ponto alto foi Dwight matando a gata de Angela e defendendo-se ao dizer que às vezes é necessário acabar com a dor de um animal moribundo, o que ele tenta replicar com Meredith no hospital. Jim e Pam assumindo o relacionamento? Tava na hora… Quero mais episódios de 40 minutos como esse 🙂

Por Davi Garcia

Anúncios

Comentários»

1. Michel - segunda-feira 1 outubro, 2007

É série para mais de metro neh Davi? hehehehe
Eu assisti todas essas, e concordo 100% sobre Private Practice…muito fraquinha e nao boto fé que ela vai durar muito nao!!
Tem certeza que Cane vale a pena continuar assistindo? Eu odiei o piloto e nao assistir mais, mas vc me deixou meio que com peso na conciencia!!
Otimo post
Abraco

http://www.pilotobrasil.blogspot.com

2. Pion Pablo - quarta-feira 3 outubro, 2007

Concordo sobre HEROES… bem simples, e até com pequenas falhas
só aguradando mesmo, pra ver se algo impactante surge!
CHUCK parece ser bem legalzinha , vi alguns trechos…
e THE OFFICE realmente, foi muuuuito legal, voltaram com tudo mesmo

como disse o Michel aí em cima,
ótimo post!
abraaaço


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: