jump to navigation

DEXTER 2×11 & 2×12 (SÉRIE) quarta-feira 5 dezembro, 2007

Posted by Dude in Dexter, Séries.
trackback

Eps. 2×11 – Left Turn Ahead & 2×12 – The British Invasion (Inéditos no Brasil e também nos EUA :p )

Sinopses:

(2×11): Dexter tem que tomar decisões não só sobre seu destino mas também daqueles por quem ele mais se importa. Lila tenta chantagear Dexter e acaba descobrindo algo que mudará o relacionamento dos dois para sempre.

(2×12): A força tarefa acredita que o caso do Bay Harbor Butcher esteja encerrado, mas Dexter ainda tem alguns problemas que precisam ser resolvidos.

Dexter 2x04

Bom, inicialmente preciso registrar o quão surpreso fiquei ao descobrir que os 2 últimos episódios desta fantástica 2ª temporada haviam ‘vazado’ na tarde desta 3ª feira. Que falta de cuidado, hein Showtime? Ou será que foi uma jogada do canal a cabo americano mais bacana da atualidade para gerar um burburinho que só lhe beneficia ainda mais? Afinal, vale lembrar que os dois primeiros episódios desta temporada também haviam vazado cerca de dois meses antes da estréia e mobilizaram toda crítica que foi àquela época foi só elogios. Seja lá qual for a explicação para o tal vazamento, a verdade é que eu só posso agradecer e muito à alma caridosa que permitiu que eu encerrasse minha noite acompanhando o desfecho da trama que nos deixou alucinados e absolutamente cativos desde o final de setembro. O caso do Bay Harbor Butcher está definitivamente fechado, e se a temporada nos apresentou novas e interessantíssimas camadas da personalidade de Dexter, é certo e justo também ter a consciência de que ela evidenciou com cores vívidas e marcantes que o protagonista não é um reles assassino de assassinos livrando a sociedade do lixo humano, pois no fim das contas a verdade é que ele também é um monstro, ainda sob controle sim, mas inegavelmente um monstro.

Com o desenvolvimento dos episódios anteriores, ficava claro que Doakes realmente (e infelizmente, devo dizer) não poderia chegar vivo à já prometida 3ª temporada. Não porque ele simplesmente tenha descoberto o grande segredo de Dexter, mas porque não faria sentido algum vê-lo sendo cúmplice daquele que ele sempre odiou, e convenhamos, sua saída da série contribuiu e muito para corroborar o que eu disse no parágrafo anterior sobre a natureza nua e crua de Dexter, além de reforçar a idéia de que não há maneira de se fazer o bem usando o mal como ferramenta. A morte de Doakes é a prova incontestável de que Dexter quebrou o código de Harry, ele matou um inocente (indiretamente, eu sei) para ficar livre e viver a vida dos sonhos ao lado daqueles que mais gosta ao mesmo tempo em que pode manter seu ‘hobby’. Vale destacar também, que a morte de Doakes não foi o único efeito colateral de suas ações, já que a morte do policial terminou destroçando a tenente LaGuerta emocionalmente, pois é certo afirmar que mesmo tendo a certeza de que seu antigo amigo e parceiro era inocente, ela nunca terá a chance de limpar sua memória. Já Lila, a mulher que ‘ajudou’ Dexter a se encontrar, cumpriu o papel que lhe foi desenhando. Confesso que em certo momento cheguei a pensar que ela acabaria de alguma forma levando a culpa de todo o caso terminando morta pela polícia, mas como eu já indicara antes, não há resoluções simplórias nessa série, e seu destino foi mesmo o de conhecer a ponta da faca afiada daquele que virou seu objeto de obsessão. Seria até plausível assumir que ela também era uma inocente na história, afinal antes de provocar a morte de Doakes, não tínhamos conhecimento de nada nesse sentido. Contudo, também é necessário reforçar que não dá para ignorar que ela tinha um comportamento igualmente identificado ao de um sociopata, e se esse sempre foi o motivo base de Dexter para escolher suas vítimas e saciar a fome do Dark Passenger é err… justo dizer que ela também era uma criminosa perigosa sempre à espreita de uma nova vítima, não alguém de quem ela quisesse sangue, mas alguém que pudesse ser sugado emocionalmente.

Gostei demais dessa 2ª temporada de Dexter, pelos motivos citados no início deste texto, e gostei ainda mais deste final não só por vir recheado de momentos mais leves (cenas em que Dexter imagina como seria a reação de Deb ao saber que ele é o Bay Harbor Butcher, ou as da reconciliação com Rita) mas sobretudo pela coragem dos produtores e roteiristas da série em assumirem abertamente sem floreios ou enfeites que o protagonista da série é mesmo um monstro repleto de contradições, mas ainda assim carismático e humano. As últimas palavras de Dexter ao final do episódio 12, não só definem a consciência que ele adquiriu com as descobertas sobre si próprio, seu passado e o de Harry, mas também escancaram para todos os fãs da série que novos caminhos serão percorridos na próxima temporada. “Eu sou o mestre agora… preciso explorar novos rituais, evoluir”, diz ele, apenas para encerrar a história convidando-nos a refletir sobre ele e sobre nós mesmos. “Sou mal, sou bom? Parei de fazer essas perguntas… não tenho as respostas. Mas alguém tem?”

Por Davi Garcia

Anúncios

Comentários»

1. Fernando Fagundes - quarta-feira 5 dezembro, 2007

É Incrivel ver como usando um roteiro bem elaborado a sucesso é garantido.

Vimos o triste e lamentavel desfecho de Heroes, cheio de efeitos, poderes e tudo mais.. enquanto Dexter sem esses enfeites todos ( efeitos especiai ) somente “atuação, Roteiro e direção” com um final tão fantastico…

Estou muito ancioso para ver a terceira tempora de Dexter, enquanto Heroes que era a minha série preferida, nem tenho saudades..
É muito chato ver o Peter não saber usar seus poderes na Primeira Temporada e chagar a segunda.. continuar a mesma coisa..
ADEUS HEROES
HELLO DEXTER….

Abração a todos.

2. Julia - quinta-feira 6 dezembro, 2007

Eu também achei incrível como os roteiristas deixaram bem claro como o Dexter é realmente um monstro. E o mais incrível aidna é que eu continuo apaixonada pelo personagem assim mesmo. É por isso que Dexter é a minha série favorita!

3. Patrícia Azeredo - quinta-feira 6 dezembro, 2007

Grande Davi! Fico feliz em saber que você também comenta minha outra série favorita! Dexter está cada vez melhor, impressionante como fico angustiada e surpresa a cada episódio. Sim, Dexter Morgan é um monstro e uma das melhores coisas do seriado é justamente o gosto meio amargo que fica quando a gente se vê torcendo por um serial killer.

Só tenho que discordar sobre a Lila: de inocente, aquela lá não tem nada. E o último epis deixou dúvida: então ela nunca fora viciada? Ia às reuniões só pra tentar sentir alguma coisa, que nem o protagonista de Clube da Luta? De qualquer modo, ela só conseguia despertar simpatia quando parecia compreender nosso assassino favorito pelo que ele realmente era. Só que, sem um “código” pra lhe nortear, não hesitava em colocar crianças em perigo ou acusar injustamente o Batista para conseguir seu objetivo. Sabe-se lá o que ela aprontou antes de ir parar em Miami! Já foi tarde! 🙂

4. Matheus - sexta-feira 7 dezembro, 2007

AUhaUahuahauha! Boa Patrícia, já foi tarde =D Eu acho ainda mais engraçado vindo de vc, uma mulher, já q são famosas por destilar veneno entre umas as outras (tô mentindo?) =P

Valeu pessoal! Otímo review de fim de temporada! Nos vemos na season 3!

Flwz.!

5. Fábio - sexta-feira 7 dezembro, 2007

Muito bom mesmo!! Faço minhas as palavras do Fernando!! Dexter matando a pau e Heroes bem fraquinho…..confesso que tive um pouco de pena do Doakes nos dois últimos episódios, mas sabia que vivo ele não ia sair….quantp à Lila, às vezes pensava que realmente ia ser legal ver os dois junto, mas sei lá, depois das sacanagens que ela fez, mereceu contemplar a própria morte….foi poético…..

Alguém sabe quando começa a terceira temporada?

6. Dudu Maroja - sexta-feira 7 dezembro, 2007

Felomenal e ponto final! sem mais comentários!!!!

7. Fernando Fagundes - segunda-feira 10 dezembro, 2007

Olha que bacana…
Se Dexter tivesse assassinado Doakes, certamente eu iria ficar com o seguinte pensamento “poxa.. o Dexter matou um cara bom!!”.
Mas como a ninguém queria que os telespectadores tivessem esse sentimento pelo nosso adorável serial killer, a Lila resolveu o caso, ou seja, livrou a cara do Dexter e ainda fez com que nós não ficassemos com raiva dele.
Eu achei uma saída fantastica e muito intelegente.
Adorei este final.
Abração a todos.


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: