jump to navigation

DAMAGES – Porque ela é uma das melhores séries de 2007 quarta-feira 26 dezembro, 2007

Posted by Dude in Damages, Séries.
trackback
Como já escrevi anteriormente, tenho uma grande admiração pela série Damages e quem já teve oportunidade de ver a 1ª temporada – que estréia no Brasil em fevereiro de 2008 – deve concordar com a opinião de que ela foi uma das melhores surpresas de 2007. Pois bem, lendo o BuddyTv, acabei me deparando com o texto do colunista do site, John Kubicek, apontando porque a série era sua segunda favorita do ano. Como concordei absolutamente com os argumentos do jornalista, divido com vocês o que ele disse sobre a série na esperança de acender a chama da curiosidade naqueles que ainda não se aventuraram nesse excelente thriller dramático.

Texto por John Kubicek para o BuddyTv

Ninguém ficou mais surpreso do que eu quando ao selecionar a minha lista dos melhores de 2007, o drama Damages do FX não apenas tornou-se parte dela como também posicionou-se como a segunda melhor série do ano. Quando vi o piloto pela primeira vez, fiquei instantaneamente apaixonado pela complexa história da impiedosa advogada corporativa chamada Patty Hewes (Glenn Close) em uma jornada para destruir o ricaço empresário Arthur Frobisher (Ted Danson). Desde o início os dois entram em combate, um verdadeiro jogo de xadrez da vida real no qual seus amigos, familiares e associados são meros peões.

O brilho da 1ª temporada deve-se em grande parte à maneira como ela brincou com o tempo, contando a batalha de Hewes ao mesmo tempo em que avançava 6 meses na história mostrando a novata advogada associada Ellen Parsons (Rose Byrne) sendo acusada de ter assassinado seu noivo. O mistério de quem o matou, do por quê de Ellen ter sido encontrada coberta de sangue, e o que isso tudo tem a ver com Hewes e Frobisher é um dos pontos altos de Damages.

E como reconhecimento do meu amor pela série, Damages recentemente tornou-se a série de tv com o maior número de indicações no Globo de Ouro 2008, recebendo indicações para melhor série de drama, bem como melhores atores para Glenn Close, Ted Danson e Rose Byrne. De fato, Close deu mais um show de interpretação, como já havia feito antes em outra série do FX, The Shield. Danson, geralmente associado ao seu grande trabalho em comédia, presenteou-nos com O trabalho de sua carreira fazendo um homem desesperado para manter intacta sua glória de empresário bem sucedido. O fato inclusive de que a série foi exibida no mesmo horário da mais recente temporada de Curb Your Enthusiasm, na qual Danson fez uma versão exagerada e cômica de si mesmo, apenas serviu para provar quão bom seu trabalho em Damages é.

A última justificativa que dou para explicar porque Damages foi uma das melhores séries do ano foi seu final. Ele amarrou os maiores pontos da história dando respostas para todas as grandes questões levantadas ao mesmo tempo em que preparou uma nova e intensa dinâmica para o futuro, que mais tarde acabou sendo selado pelo FX que garantiu à série não uma, mas duas temporadas adicionais. E se essas duas forem parecidas com a primeira, Damages está no caminho de se tornar uma das melhores séries de todos os tempos.

Anúncios

Comentários»

No comments yet — be the first.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: