jump to navigation

Redes de tv americanas preparam-se para voltar ao trabalho quarta-feira 6 fevereiro, 2008

Posted by Dude in 24 Horas, Big Bang Theory, Brothers & Sisters, C.S.I., Californication, Cane, Dexter, Greve dos Roteiristas, Grey's Anatomy, Heroes, Journeyman, K-Ville, Matérias, Notícias, Pushing Daisies, Séries, SuperMáquina, The Office, The Tudors.
add a comment

Possibilidade de acordo acelera planos de contingência

Por Nellie Andreeva para o The Hollywood Reporter
Traduzido e adaptado por Davi Garcia

Depois de quase 3 meses, os telefones dos agentes começaram a tocar de novo na última segunda-feira em função do burburinho surgido no final de semana em Hollywood apontando o iminente fim para a greve dos roteiristas.

As conversações ainda estão na fase exploratória uma vez que o acordo entre os roteiristas e os estúdios ainda está sendo finalizado, contudo o plano de contingência traçado pelas redes de tv e pelos estúdios aponta que séries já conhecidas voltariam ao ar na média de quatro semanas (caso das comédias) a seis semanas (caso dos dramas) depois do anúncio oficial de término da greve.

Quão rápido cada série pode voltar à produção depende do status dos roteiros antes da greve. O tempo de preparação necessário para as comédias seria de duas semanas e para as séries dramáticas mais elaboradas quatro. Contudo, as redes não devem dar sinal verde para que todas as séries voltem a produzir novos episódios essa temporada, o que não significa necessariamente que essas séries serão automaticamente canceladas.

“Cada rede de tv precisa decidir quais séries voltam para terminar a temporada”, disse um executivo de canal.

Algumas séries novatas e dramas mais complexos podem não ter novos episódios essa temporada mas poderiam ser confirmadas para a próxima dando a seus times criativos tempo para trabalhar, dizem algumas fontes. Dentre as séries apontadas como prováveis candidatas a retomarem suas produções no verão estão Heroes da NBC, que poderia ter uma exibição prolongada na próxima temporada, e a elogiada Pushing Daisies da ABC.

Contudo, outros apontam que as redes podem querer ter mais episódios de todas as suas séries prontos como contingência caso uma greve dos atores aconteça no meio do ano.

24 Horas da Fox também é uma das séries apontadas como uma das que prontamente retornarão à produção. Apesar da provável possibilidade da série não ter novos episódios exibidos nesta temporada, ela seria retomada rapidamente para evitar a perda de alguns dos atores necessários para o arco dos 24 episódios e cujos contratos vencem em breve.

Outras que também devem ter suas produções retomadas rapidamente são: Grey’s Anatomy, Lost, Desperate Housewives e Brothers & Sisters da  ABC; a franquia CSI, Without a Trace e Cold Case além das comédias Two and a half Men e The Big Bang Theory todas da CBS e Til Death da Fox.

The Office daNBC tem um roteiro pronto para ser rodado, já que à época do início da greve dos roteiristas, Steve Carell (estrela da série) recusou-se a cruzar a linha dos piquetes para trabalhar.

O fim da greve também trará respostas sobre o futuro das séries de baixa audiência que foram colocadas no limbo por causa da greve. Não se espera que sejam solicitados novos episódios de séries como Big Shots da ABC, Cane da CBS, Jounrneyman da NBC e K-Ville da Fox, embora algumas fontes indiquem que Cane ainda pode ter chances de sobreviver já que é a única que tem vários roteiros prontos.

As coisas ficam mais complicadas quando o assunto são séries em desenvolvimento. Todas as redes com exceção da NBC deram adeus ao desenvolvimento de novas séries no mês passado por causa da greve. Elas ainda podem optar por lançarem pilotos nessa temporada, mas quando a greve acabar, elas estarão em um período no qual normalmente todos os pilotos já receberam sinal verde ou não. E por isso para ter algo novo na tela, elas teriam que recorrer aos rascunhos discutidos antes já que poucos novos roteiros foram entregues antes da paralisação.

Poucos pilotos incluindo The Oaks da Fox e o filme/piloto da Supermáquina da NBC,  foram filmados durante a greve. Vários outros incluindo The Man of Your Dreams da NBC e os dramas da Fox The FBI e Saint of Circumstance estão programados para entrar em produção logo após o fim da greve.

Um iminete fim da greve não traria qualquer mudança aos planos das redes de tv a cabo americanas.

Caso a greve termine no final do mês, roteiros seriam produzidos logo depois para os dramas The Closer e Saving Grace da TNT que poderiam ser exibidas ainda durante o verão americano conforme eram esperadas.

Já para as séries do canal USA, um portavoz declarou que a programação de verão do canal também permaneceria praticamente intacta se a greve terminar ao longo das próximas semanas. As datas de estréia de algumas séries teriam que ser adiadasmas apenas por algumas semanas.

Já o Showtime também não enfrentaria problemas, uma vez que as gravações da segunda temporada de The Tudors já foram encerradas e as de Brotherhood, Dexter e Californication não devem começar antes de junho.

Anúncios

THE TUDORS 1×01 (Série) quarta-feira 10 outubro, 2007

Posted by Dude in Séries, The Tudors.
1 comment so far

Ep. 1×01 (Série em exibição no People & Arts)

Sinopse: The Tudors foca a vida e os romances do jovem rei Henrique VIII. Os dez episódios da 1ª temporada mostram o início dos relacionamentos políticos e dos envolvimentos do rei com mulheres notáveis como Catarina de Aragão e Ana Bolena. Nesse 1º episódio Henrique VIII prepara o país para a guerra contra a França mas recebe um conselho cauteloso do poderoso Cardeal Wolsey, que articula uma tratado de paz; O Rei descobre que a ama de sua esposa está grávida de um filho seu.

The Tudors

Eu não sabia bem o que esperar dessa série já que muito do que li a respeito, dizia que ela seria repleta de cenas de sexo como acontecera em Roma da HBO, o que claro podia soar como mero recurso apelativo. Contudo, como eu adoro história, fui conferir o primeiro episódio para poder enfim tirar uma conclusão mais exata, e posso dizer que fiquei bastante surpreso com o que vi. O elenco é muito bom e toda a produção (cenários e figurinos) da série é feita com esmero o que visualmente ajuda muito, mas em termos de fidelidade histórica, é inegável que ela deixa a desejar.

The Tudors utiliza personagens que viveram no período em que Henrique VIII assumiu o poder, mas  é fácil perceber que muitos deles estão completamente fora de sintonia com a cronologia documentada. Já os personagens de segundo escalão na história, ganham proeminência provavelmente porque saibamos pouco sobre eles o que permite aos roteiristas inventar fatos para ajudá-los a contar a história que bem quiserem, assim como fizera, em parte, Roma. E digo isso não como uma crítica negativa, mas me parece evidente que isso diminui a força do retrato histórico a que ela se propõe, ou parece propor. Portanto o ponto conclusivo a que chego (pelo menos julgando por este episódio) é que The Tudors é um drama repleto de qualidades e que usa o pano de fundo histórico para explorar o eterno jogo político e de interesses que move a disputa de poder em qualquer sociedade e época. Dito isso, se você espera encontrar fidelidade histórica na série certamente irá se desapontar, mas se isso não lhe incomoda muito, garanto que ela pode ser um belo divertimento.

Por Davi Garcia