jump to navigation

HEROES e THE OFFICE ganham websódios segunda-feira 12 maio, 2008

Posted by Dude in Heroes, Notícias, Séries, The Office.
add a comment

A rede americana NBC anunciou hoje que os fãs de The Office e Heroes poderão curtir websódios (episódios para internet com duração média de 2 a 3 minutos) das duas séries a partir do início de julho no site da emissora. The Office já teve uma mini série de websódios em 2006 chamada “Os contadores” que inclusive viraram extras do dvd da segunda temporada da série. Dessa vez, os websódios da turma do escritório mais louco da tv serão focados no vício de Kevin em apostas e como ele faz para pagar as contas. Os outros personagens que também aparecerão são Stanley, Oscar e Darryl. Sobre os websódios de Heroes pouco se sabe até o momento além da informação de que devem estrear em meados de julho, mas segundo informação do site TV Squad,  devemos ver a introdução  de um novo vilão em uma história que culminará na estréia da terceira temporada no dia 15 de setembro.

É quase certo que o acesso a esses vídeos para quem está fora dos EUA não seja permitido, mas é muito provável que eles rapidamente apareçam nos youtubes da vida.

Por Davi Garcia

Anúncios

HEROES em campanha educativa quarta-feira 5 março, 2008

Posted by Dude in Heroes, Notícias, Séries.
add a comment
É fato consolidado que a trama de Heroes anda bem capenga, mas a série dá mostras de que tem algo além da ficção a oferecer ao público. A rede de tv americana NBC, lançou uma campanha educativa batizada The More You Know cujo objetivo é chamar a atenção do público para os rumos e os problemas correntes da nossa sociedade. Os temas deste ano são: saúde, segurança e educação. E apesar de séria é fato que a campanha provavelmente nem seria notada se não tivesse a participação de vários atores de Heroes como Masi Oka (Hiro), Ali Larter (Niki), Adrian Pasdar (Nathan), Sendhil Ramamurthy (Mohinder Suresh) e Noah-Gray Cabey (Micah). A luta contra a discriminação, a proteção do meio-ambiente e os riscos de dirigir sob efeito do álcool são alguns dos temas tratados pelos heroes que falam sobre esses assuntos utilizando seus “poderes”. Veja o vídeo!
Por Davi Garcia e Juliana Ramanzini

Redes de tv americanas preparam-se para voltar ao trabalho quarta-feira 6 fevereiro, 2008

Posted by Dude in 24 Horas, Big Bang Theory, Brothers & Sisters, C.S.I., Californication, Cane, Dexter, Greve dos Roteiristas, Grey's Anatomy, Heroes, Journeyman, K-Ville, Matérias, Notícias, Pushing Daisies, Séries, SuperMáquina, The Office, The Tudors.
add a comment

Possibilidade de acordo acelera planos de contingência

Por Nellie Andreeva para o The Hollywood Reporter
Traduzido e adaptado por Davi Garcia

Depois de quase 3 meses, os telefones dos agentes começaram a tocar de novo na última segunda-feira em função do burburinho surgido no final de semana em Hollywood apontando o iminente fim para a greve dos roteiristas.

As conversações ainda estão na fase exploratória uma vez que o acordo entre os roteiristas e os estúdios ainda está sendo finalizado, contudo o plano de contingência traçado pelas redes de tv e pelos estúdios aponta que séries já conhecidas voltariam ao ar na média de quatro semanas (caso das comédias) a seis semanas (caso dos dramas) depois do anúncio oficial de término da greve.

Quão rápido cada série pode voltar à produção depende do status dos roteiros antes da greve. O tempo de preparação necessário para as comédias seria de duas semanas e para as séries dramáticas mais elaboradas quatro. Contudo, as redes não devem dar sinal verde para que todas as séries voltem a produzir novos episódios essa temporada, o que não significa necessariamente que essas séries serão automaticamente canceladas.

“Cada rede de tv precisa decidir quais séries voltam para terminar a temporada”, disse um executivo de canal.

Algumas séries novatas e dramas mais complexos podem não ter novos episódios essa temporada mas poderiam ser confirmadas para a próxima dando a seus times criativos tempo para trabalhar, dizem algumas fontes. Dentre as séries apontadas como prováveis candidatas a retomarem suas produções no verão estão Heroes da NBC, que poderia ter uma exibição prolongada na próxima temporada, e a elogiada Pushing Daisies da ABC.

Contudo, outros apontam que as redes podem querer ter mais episódios de todas as suas séries prontos como contingência caso uma greve dos atores aconteça no meio do ano.

24 Horas da Fox também é uma das séries apontadas como uma das que prontamente retornarão à produção. Apesar da provável possibilidade da série não ter novos episódios exibidos nesta temporada, ela seria retomada rapidamente para evitar a perda de alguns dos atores necessários para o arco dos 24 episódios e cujos contratos vencem em breve.

Outras que também devem ter suas produções retomadas rapidamente são: Grey’s Anatomy, Lost, Desperate Housewives e Brothers & Sisters da  ABC; a franquia CSI, Without a Trace e Cold Case além das comédias Two and a half Men e The Big Bang Theory todas da CBS e Til Death da Fox.

The Office daNBC tem um roteiro pronto para ser rodado, já que à época do início da greve dos roteiristas, Steve Carell (estrela da série) recusou-se a cruzar a linha dos piquetes para trabalhar.

O fim da greve também trará respostas sobre o futuro das séries de baixa audiência que foram colocadas no limbo por causa da greve. Não se espera que sejam solicitados novos episódios de séries como Big Shots da ABC, Cane da CBS, Jounrneyman da NBC e K-Ville da Fox, embora algumas fontes indiquem que Cane ainda pode ter chances de sobreviver já que é a única que tem vários roteiros prontos.

As coisas ficam mais complicadas quando o assunto são séries em desenvolvimento. Todas as redes com exceção da NBC deram adeus ao desenvolvimento de novas séries no mês passado por causa da greve. Elas ainda podem optar por lançarem pilotos nessa temporada, mas quando a greve acabar, elas estarão em um período no qual normalmente todos os pilotos já receberam sinal verde ou não. E por isso para ter algo novo na tela, elas teriam que recorrer aos rascunhos discutidos antes já que poucos novos roteiros foram entregues antes da paralisação.

Poucos pilotos incluindo The Oaks da Fox e o filme/piloto da Supermáquina da NBC,  foram filmados durante a greve. Vários outros incluindo The Man of Your Dreams da NBC e os dramas da Fox The FBI e Saint of Circumstance estão programados para entrar em produção logo após o fim da greve.

Um iminete fim da greve não traria qualquer mudança aos planos das redes de tv a cabo americanas.

Caso a greve termine no final do mês, roteiros seriam produzidos logo depois para os dramas The Closer e Saving Grace da TNT que poderiam ser exibidas ainda durante o verão americano conforme eram esperadas.

Já para as séries do canal USA, um portavoz declarou que a programação de verão do canal também permaneceria praticamente intacta se a greve terminar ao longo das próximas semanas. As datas de estréia de algumas séries teriam que ser adiadasmas apenas por algumas semanas.

Já o Showtime também não enfrentaria problemas, uma vez que as gravações da segunda temporada de The Tudors já foram encerradas e as de Brotherhood, Dexter e Californication não devem começar antes de junho.

HEROES 2×11 (Série) terça-feira 4 dezembro, 2007

Posted by Dude in Heroes, Séries.
15 comments

Ep. 2×11 – Powerless (Inédito no Brasil)

Sinopse: No Texas Peter fica do lado oposto ao de antigos conhecidos por ter sido manipulado pela história de Adam sobre o vírus Shanti. Micah faz sua mãe Nikki o ajudar a resgatar Monica. Maya fica chocada quando descobre a verdade sobre seu novo amigo Sylar. Elle resolve dar uma de heroína para deixar seu pai Bob orgulhoso de suas ações.

Heroes 2x11

Uma coisa temos que reconhecer, Tim Kring (criador e um dos principais roteiristas da série) sabe como construir uma grande expectativa só para causar uma imensa decepção em seguida. Esse Volume 2 da série encerrou-se exatamente como começou, uma frustração total. E por isso, muito me espanta saber que Jeph Loeb (um dos produtores da série e ex-colaborador de Lost), tenha fechado os olhos para tantas falhas, logo ele que é um sujeito reconhecidamente capaz de desenvolver histórias e personagens, algo que praticamente não existiu durante esses 11 episódios. Desde o início do Volume 2 foi irritante ver o Peter – que na teoria é o ‘Heroe’ mais poderoso – sendo o sujeito mais ingênuo do universo e o cara que muda de lado na maior facilidade (levando em conta que nesse 11º episódio por exemplo, ‘apenas’ o destino do mundo inteiro estava em jogo). De cara já não fazia muito sentido que o Peter tivesse se juntado ao Adam/Kensei, e o fato de que Nathan só precisou de errr… 5 segundos para fazê-lo virar-se contra Adam, chegou a ser risível. Contudo, a coisa que mais me irritou nesse episódio foi o ‘confronto’ entre Sylar e Mohinder. Desculpem pela expressão, mas porraaa aquele é o Sylar e o indiano àquela altura não sabia que ele não tinha poderes, mas ainda assim vai para casa desarmado e sem nenhuma ajuda ou mesmo um plano?! Será que o Dr. Suresh é tão inteligente assim a ponto de esquecer que meses antes aquele foi o cara que quase o matou? E por que tentar devolver os poderes a Sylar sabendo da quantidade de gente que poderia morrer em função disso? Será que Mohinder não sabia desde o início que Sylar simplesmente mataria Molly e ele assim que recuperasse seus dons? Ele até chegou a dizer exatamente isso no final do episódio, o que fez tudo não ter nenhum sentido, e na verdade só corrobora o que foi a história de Sylar desde o início dessa temporada, totalmente sem sentido… Ah, e aquele tal esperado gancho que fora prometido, cadê?

Mataram a Nikki, e vejam que incrível, por causa de uma mochila!!! Aliás, para que serviu a subtrama de Nova Orleans, alguém sabe? Será que alguém realmente se importava com a Monica? Tudo bem que a Nikki não era A personagem, mas matá-la assim não fez sentido nenhum, como também não fez a chata historinha dos irmãos Maya e Alejandro. É fato que tudo o que precisávamos saber dos dois poderia ter sido mostrado em no máximo 2 episódios, mas não, levaram 10 episódios para matar Alejandro, e 11 para que Maya ajudasse Sylar a recuperar seus poderes. Ahhh então finalmente descobrimos qual era o papel dela afinal. Incrível, né? De novo, que decepção! Não entendo como é que alguém (Tim Kring), sabendo que não há data para retorno da série – por causa da greve – termina a história sem criar um ganchinho satisfatório sequer. Tipo… mataram o Nathan, um dos poucos personagens interessantes nesse Volume 2 exatamente quando ele ia revelar a verdade sobre os dons. E pior, nós nem vimos quem era o atirador, o que poderia quem sabe, render um gancho. Então resumindo tudo: Hiro enterrou Adam/Kensei vivo dando a deixa de que voltaremos a vê-lo. O vírus foi destruído. Mr. Benett voltou para a Companhia e… mais nada. A verdade é que esse fall finale foi absolutamente preguiçoso, irritante, previsível, e a prova irrefutável de que o time de roteiristas de Heroes precisa urgentemente pegar umas aulinhas com a turma de Lost, Dexter e etc, para aprender a escrever um final de temporada decente. Difícil? Tudo bem, eu me contentarei se disserem que o Tim Kring desistiu de escrever.

Por Davi Garcia

HEROES 2×10 (Série) terça-feira 27 novembro, 2007

Posted by Dude in Heroes, Séries.
1 comment so far

Ep. 2×10 – Truth & Consequences (Inédito no Brasil)

Sinopse: Depois de descobrir o paradeiro da misteriosa mulher da foto da Companhia, Peter vai até a Primatech no Texas para destruir o vírus, mas nem tudo é o que parece. Hiro continua no encalço do assassino de seu pai. Nikki reencontra Miah, e Claire precisa encarar a morte de seu pai. E finalmente, Maya precisa escolher entre ficar com Alejandro ou partir com Sylar.

Heroes 2x10

Se ainda não dá para dizer que o episódio da semana que vém encerra a 2ª temporada (fato que só se confirmará se a greve persistir), é certo que o volume 2 batizado de Generations chegará a uma conclusão. Inegável também que a história desse volume demorou mais tempo do que devia para engrenar, mas quando o fez revelou uma aventura para lá de divertida, e se é isso que a série propõe, ótimo.

Como quase sempre acontece em episódios que antecedem um final, este Truth & Consequences manteve um ritmo mais cadenciado preparando o terreno para as ações que veremos a seguir. Ainda não imagino qual vá ser o papel do Bennett ressuscitado pelo Mohinder graças ao sangue de Claire, mas chutaria que ele terá que trocar a liberdade dela pela sua, voltando a trabalhar para a Companhia em sigilo, isso claro se ela ainda continuar existindo. Não vou nem entrar no mérito da facilidade com que Mohinder usou o sangue regenerativo de Claire e conseguiu o efeito que desejara sem que Bennett tenha sofrido qualquer efeito colateral aparente, e admito que no final das contas foi uma jogada até certo ponto esperta do indiano que reconhece que sem o conhecimento de Bennett a missão de impedir o vírus de ser espalhado fica mais difícil. Um ponto curioso da Companhia até aqui representada na figura de Bob, é que eu não consegui definir se eles são os vilões ou os mocinhos da história. Fica evidente que santos eles não são, e que Adam/Takeso está usando Peter para chegar ao vírus e colocar em prática o plano de dizimar grande parte da humanidade. E aqui ainda me pergunto quais são as reais motivações dele para tal, pois não acredito que ele aja assim apenas para vingar-se de Hiro. Talvez tenha algo a ver com seu desespero de viver mais de 400 anos de solidão e ter um poder que só o afasta de uma vida normal. Já a história de Nikki, Micah e Cia parece realmente deslocada do resto da trama, e deve de alguma forma funcionar como ponto de partida para o Volume 3. E se tem algo que não vingou realmente nessa 2ª temporada foi a aparição dos irmãos mexicanos. Alejandro morreu assassinado pelo Sylar? Quem se importa? Maya é uma personagem absolutamente sem carisma e interesse para o público? De novo, quem se importa? A essa altura do campeonato só vejo uma função para ela na história: ser o estopim para que Sylar recupere seus poderes e ressurja no volume 3 desempenhando um papel diferente deste de coadjuvante de luxo, ou então que ele tenha um final definitivo mas marcante no próximo episódio.

É certo que Heroes perdeu nessa 2ª temporada parte da graça que apresentara em sua 1ª temporada, mas é inegável que o hype em torno da série continua forte graças ao carisma de certos personagens e aspectos da trama que falhas à parte, sempre nos mantém presos à história de uma forma ou de outra. E por isso fico na expectativa para que o “final” que veremos na próxima semana seja inspirado e sobretudo garanta a diversão que tanto buscamos ao acompanharmos a série.

Por Davi Garcia

Mohinder de Heroes em Grey’s Anatomy? sábado 24 novembro, 2007

Posted by Dude in Grey's Anatomy, Heroes, Séries.
2 comments

Não é só em Heroes que o Mohinder, ou melhor, seu intérprete, o ator Sendhil Ramamurthy brinca de ser “Doutor”. Eu confesso que nem tinha reparado nisso, mas o pessoal do fan site Zona Heroes descobriu que o ator participou do episódio piloto de Grey’s Anatomy em 2005, fazendo uma ponta como um interno que apostava contra o sucesso de George O’Malley em uma cirurgia. Será que Mohinder faria sucesso na série dos McDreamy e McStemys da vida?

HEROES: Kristen Bell e Hayden Panettiere falam sobre suas personagens sexta-feira 23 novembro, 2007

Posted by Dude in Heroes, Séries.
1 comment so far

Quem viu o episódio dessa semana de Heroes (2×09 “Cautionary Tales”), sabe que foi nele que ocorreu o 1ª cena entre as loirinhas Elle e Claire, e embora as duas não tenham trocado nenhuma palavra, é sabido que elas guardam uma forte conexão como suas intérpretes Kristin Bell e Hayden Panettiere, destacam na entrevista (com pequenos spoilers) dada à TVGuide e compliada por Kris De Leon do BuddyTv que vocês podem conferir abaixo.

Bell e Hayden

Embora Elle, que tem o poder de manipular a eletricidade, e Claire que tem capacidade regenerativa, tenham várias diferenças, ambas carregam histórias parecidas. Enquanto Bennett não entregou Claire para a Companhia protegendo-a, Bob permitiu que a Companhia transformasse Elle em um rato de laboratório, o que acabou criando nela uma personalidade complicada e sádica.

“Nossas personagens vão ter um relacionamento bem interessante. Nós vamos interagir… e nos conhecer”, disse Panettiere à TVGuide.

“A idéia é que Elle e Claire são dois lados da mesma moeda”, acrescentou Bell. “Definitivamente estamos conectadas. Nossa dinâmica vai mudar no curso dos próximos episódios. Aguardem e vocês descobrirão que Elle tem a chave para o futuro de Claire. Tenho o presente com Peter, um passado com o pai de Claire e um futuro com a própria Claire”.

Com o final do Volume 2 se aproximando, mistérios serão resolvidos e certos pontos da trama serão concluídos, o que vai preparar o caminho para as novas histórias que virão. Por enquanto, “Truth and Consequences”, que será exibido no dia 26 de novembro e “Powerless” que vai ao ar no dia 3 de dezembro são os únicos episódios que faltam para encerrar a 2ª temporada.

HEROES 2×09 (Série) terça-feira 20 novembro, 2007

Posted by Dude in Heroes, Séries.
5 comments

Ep. 2×09 – Cautionary Tales (Inédito no Brasil)

Sinopse: Bennet prepara a mudança de sua família quando descobre que a Companhia os encontrou, mas Claire não gosta da idéia de ter que fugir de novo. De volta ao presente, Hiro descobre que seu pai morreu e decide voltar no tempo para tentar impedir o acontecimento. Enquanto isso Matt trabalha para dominar suas novas habilidades mentais.

Heroes 2x09

Não dá para negar que esse foi outro bom episódio para marcar a recuperação que a 2ª temporada vém tendo, e o mais legal é que ele trouxe explicações importantes e uma virada muito interessante para a trama. E se a atitude de Mohinder parecia uma forçada de barra para realizar a profecia da pintura de Isaac, arrisco-me a apostar que sua escolha ao final do episódio foi o pulo que proporcionará a organização das peças que comporão o tabuleiro final desse volume da história. Sem dúvida este 9º episódio abriu possibilidades novas e encerrou outras fazendo-o da maneira correta, mostrando o papel daqueles personagens e como cada um se encaixa na trama.

Analisando-o um pouco mais detalhadamente, é fácil compará-lo ao ‘Company Man’, o 17º episódio da 1ª temporada, porque é exatamente aqui que o controverso Sr. Benett finalmente parece encontrar sua redenção, algo sugerido desde aquele episódio. Achei uma ótima sacada usarem o sangue de Claire para literalmente ressuscitá-lo uma vez que isso parece comprovar que a Companhia realmente age para impedir um mal maior, dando ainda indícios de que o encerramento da trama daqui a 2 semanas caminha para ser todos contra Adam Monroe / Takeso Kensei, o responsável não só pela morte de Kaito Nakamura, como de quase todos os membros da geração anterior de Heroes. Parece fácil entender as motivações de Adam – que jurara destruir tudo o que Hiro amava – mas ao mesmo tempo espero que essa não seja a única explicação para suas ações. Gostaria de ver se há algum aspecto psicológico na jogada, interferindo com seu papel e fico curioso para saber que papel Peter terá no plano, bem como se Claire tem mesmo algum parentesco com ele em função do mesmo dom. Interessante também ver nesse episódio o Parkman descobrindo que seu poder inclui manipulação mental, o que indica que ele é muito mais forte do que imaginávamos e uma dica de que ele pode também desempenhar um papel importante nessa reta final, quem sabe até mesmo impedindo que Peter faça a coisa errada ao juntar-se com Adam. Definitivamente um episódio divertido que cria boas expectativas para as próximas duas derradeiras semanas que encerrarão a saga do volume Generations.

Por Davi Garcia

HEROES 2×08 (Série) terça-feira 13 novembro, 2007

Posted by Dude in Heroes, Séries.
3 comments

Ep. 2×08 – Four Months Ago (Inédito no Brasil)

Sinopse: Os eventos dos quatro meses que se passaram entre o final da 1ª temporada e o início da 2ª são revelados. Vemos como Peter foi parar na Irlanda e o que aconteceu com Nathan, Niki e D.L.

Heroes

Se esse episódio fosse o da estréia da temporada, certamente a carga de críticas dos 2 últimos meses teria se diluído bastante. O grande mérito de “Four Months Ago” é concentrar a narrativa em poucas histórias fazendo com que nos prendamos à trama e que ela realmente caminhe. É claro que ainda ficou o mistério de como Sylar foi resgatado e perdeu seu dom, mas gostei muito de ver a explicação de como Nathan sobreviveu à explosão e sobretudo como curou-se das queimaduras, e claro como e porque Nikki envolveu-se com a Companhia.

A morte de D.L. foi bastante violenta e até mesmo inesperada, mas é fato que a essa altura do campeonato poucas pessoas se importavam em saber como ele partiu, já que ele nunca foi um personagem do núcleo central. Já a história dos irmãos Maya e Alejandro revelou-se incrivelmente menos chata, mas ainda é um mistério para mim entender como ou que papel os dois terão no overall da trama. Certo mesmo é que as melhores partes do episódio foram as que envolveram Nathan, Peter e Adam/Kensey. Da cena da explosão passando pelo encontro na prisão da Companhia entre Peter e Adam e as pequenas revelações do passado de Elle, tudo foi bem dosado até a fuga que revelou como Peter perdeu a memória nas mãos do haitiano. As ações da Companhia soam cada vez mais como maléficas de fato, e é interessante notar que eles devem ver Adam e sua capacidade de curar como uma ameaça para o vírus que eles criaram, o que nos leva ao questionamento se ele é ou não o vilão da trama manipulando Peter. Aliás se for, será que sua única motivação é a vingança contra tudo o que Hiro ama, como Kensei prometera no passado? Achei que não fosse voltar a dizer isso, mas quero mais de Heroes logo!

Por Davi Garcia

HEROES 2×07 (Série) quarta-feira 7 novembro, 2007

Posted by Dude in Heroes, Séries.
2 comments

Ep. 2×07 – Out of Time (Inédito no Brasil)

Sinopse: Peter e Caitlin descobrem o resultado final do virus dos Heroes. Vários deles trabalham em conjunto para enfrentar o homem do pesadelo. West descobre a ligação de Claire com o homem que o capturou, e a jornada de Hiro no passado com Kensei chega ao fim.

Heroes 2x07

Aleluia! Heroes tem salvação. Finalmente um episódio que todo mundo pode dizer que é bom nessa 2ª temporada. Confesso que já estava pensando seriamente em abandonar a série depois da recente sequência equivocada de episódios que não saiam do lugar e só faziam enfiar novos personagens em uma trama que não mostrava propósito. Ok, a trama continua levemente indefinida mas o que parecia ser uma simples cópia da ameaça da temporada anterior ganha agora contornos próprios sob o risco do vírus Shanti que em 1 ano dizimará 93% da humanidade. Já dá para enxergar uma luz no fim do tunel e sentir aquela pontinha de empolgação de novo, não?

Depois de derrotar Takeso no passado e descobrir que o verdadeiro mito do herói foi construído por ele mesmo, Hiro deu adeus à princesa Yaeko e voltou para o seu verdadeiro amor no presente, Ando :p Bom saber que ele está de volta, mas não quero nem tentar entender como é que ele não bagunçou a história, a não ser que ele tivesse mesmo que estar no passado desde o início, o que nos leva a um grande paradoxo temporal nessa viagem, pois do jeito que a coisa andava, Hiro corria sério risco de se tornar tataravô de sim mesmo.  Já Peter, ao viajar para o futuro descobrindo a nova ameaça, encontra sua mãe e recupera a memória (ou pelo menos parte dela) numa facilidade incrível. Importante e surpreendente foi descobrir que Takeso virou Adam, o sujeito por trás da ameaça do vírus e pelos assassinatos ocorridos com os veteranos. Curioso também vê-lo com a mesma aparência do passado, o que nos leva a pensar se seus poderes vão além da capacidade de regenerar-se e beiram a imortalidade. Aliás, será que Claire – agora chave de uma possível cura do novo vírus –  especulada como parente dele tem a mesma capacidade?

Foi um episódio realmente bom, mas algumas coisas ainda me incomodaram, como por exemplo: 1) Para quem dizia não conhecer até onde poderiam ir seus poderes (Matt), a solução para aprisionar Maury em seu pior pesadelo me pareceu simplista demais  e espero que a história do “Homem do Pesadelo” não acabe ali, já que ele foi vendido para nós como uma grande ameaça no final da 1ª temporada. 2) Suresh revelando o plano elaborado por Bennet para derrubar a Companhia dizendo que já não sabe quem está certo e quem está errado. Será que o Dr. poderia ser mais ingênuo e manipulável? Aguardemos o que vém pela frente, mas é bom ter de volta a sensação de que a série tem um plano e uma história divertida para contar.

Por Davi Garcia